Artigo: A cicuta e a realidade

Prof. Sérgio A. Sant’Anna Agora não adianta mais, a cicuta foi ingerida a contragosto, porém caminha obliquamente pelos órgãos dos nossos corpos. Quando Sócrates foi condenado a beber do veneno governamental, estabeleceu-se que o honesto, o justo teria que provar a sua verdade, enquanto o malfeitor, o desonesto, o malvado (favorito), o hipócrita nada mais teria que provar, lançaria os excrementos e estes soariam como verdades. Não necessitaria mais das verdades de Goeble. A verdade que os homens do passado carregavam em suas palavras, hoje a cerimônia hipócrita moderna não…

Leia Mais