Socicana orienta produtor para lidar com clima seco e evitar incêndio

O tempo seco, típico de inverno, chegou. Nesta época, temos o aumento da ocorrência de incêndios, especialmente na área rural. A Socicana promove várias ações de prevenção e combate a incêndio e disponibiliza, em seu site www.socicana.com.br/incendios ou use o QR Code desta página), informações sobre como lidar com o assunto. “As medidas e as orientações que a Socicana tem transmitido ao associado ajudam a adequar a propriedade, a fim de atender aos critérios da Portaria da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental, CFA 16/2027. Com todos os critérios evidentes, em caso de um incêndio de autoria desconhecida, o produtor será isentado de autuação da Polícia Ambiental”, comentou a advogada da Socicana, Elaine Aparecida Maduro Costa.

Segundo ela, além de intensificar as formas de prevenção, é importante agir rápido. “A Socicana está sempre disponível com um vasto material para amparar o associado. Acesse nosso site (www.socicana.com.br/incendios). Além disso, as dúvidas podem ser sanadas com o Departamento Jurídico da Associação, e várias informações podem ser conferidas em vídeo divulgado no site da Socicana. Nossos materiais trazem as medidas preventivas, como desobstrução dos aceiros, necessidade de barreiras, controle da entrada de pessoas estranhas na propriedade, etc. Principalmente nesta época, o produtor não deve fazer fogueiras e deve evitar o uso de lamparinas ou similares.”

A Socicana também faz parte do PAME (Plano de Auxílio Mútuo em Emergências) junto com as usinas da região – São Martinho, Santa Adélia e Raízen, e os telefones destas brigadas devem estar sempre à mão. Os contatos estão disponíveis no site da Socicana, ou o produtor pode ligar para a Associação para se informar (contatos no final da matéria). “É importante divulgar estes números para os colaboradores da propriedade.  Quando o colaborador ou produtor verificar algum sinal de fogo deve ligar imediatamente para as brigadas de incêndio”, enfatizou a advogada.

Outra ação importante é organizar planos emergenciais com os produtores vizinhos, mantendo canais de comunicação e uma rotina de monitoramento destas propriedades. Periodicamente, é bom circular pela região para checar se não há pessoas suspeitas nas imediações. Nas áreas mais vulneráveis, por exemplo, próximas às rodovias, estradas rurais de grande movimento ou propriedades próximas à cidade, é necessário colocar placas de sinalização com os telefones das brigadas. As placas também devem conter avisos do tipo: “Colocar fogo é crime ambiental sujeito a multa”.

 Mais informações no site da Socicana (acesse pelo QR Code). Entre em contato também com o departamento Jurídico: (16) 3251-9250 • (16) 9 9740-6107 • Rua José Mazzi, 1450, Vila Garavello, Guariba/SP.