Abril registra segunda alta de feminicídios no estado de SP, revela análise do Instituto Sou da Paz

Instituto lança segunda análise de índices criminais durante a pandemia de Covid-19 e analisa dados de violência contra a mulher, homicídios, mortes no trânsito, roubo e furtos de veículos.

Abril foi o segundo mês com maior número de ocorrências de feminicídios no estado de São Paulo dos últimos 16 meses, período analisado pelo Instituto Sou da Paz com dados da Secretaria de Segurança Pública. Nos meses de março e abril, período do início da pandemia da Covid-19, aumentaram os feminicídios  durante a semana, provavelmente potencializados pela alteração da dinâmica social de convívio entre vítima e agressor, e a maior concentração continuou sendonos fins de semana, O levantamento do Instituto Sou da Paz faz parte de uma série de análises sobre índices criminais durante a pandemia de Covid-19.

Por outro lado, menos mulheres foram vítimas de tentativa de homicídio e estupro, mostram os dados. Foram 634 vítimas de estupro, uma redução de 35% em relação a abril de 2019, que registrou 977 casos, enquanto 21 mulheres foram vítimas de tentativa de homicídio, redução de 36% em relação a 33 casos registrados em abril de 2019. Já o número de mulheres vítimas de homicídio doloso permaneceu no mesmo patamar, com 36 casos em março e em abril.

Para Carolina Ricardo, diretora-executiva do Instituto Sou da Paz, é preciso considerar, no entanto, que este novo fenômeno social causado pela pandemia pode ter impedido o registro das ocorrências. “Isso aponta para a necessidade de análises mais aprofundadas que permitam verificar se de fato houve uma diminuição da ocorrência desses crimes, ou se a mudança da dinâmica social inviabilizou de alguma forma a comunicação das tentativas de homicídio e de estupros para a polícia”, comenta.

Homicídios e mortes no trânsito

Já o número de vítimas de homicídio doloso no estado de São Paulo em abril reduziu 8% em relação a março de 2020. Essa redução foi observada nas três grandes regiões paulistas. Comparando com abril de 2019 só a Grande SP apresentou aumento: foram 17 vítimas a mais em abril de 2020 enquanto capital e interior apresentaram números menores. Os dados mostram que os homicídios continuam se concentrando nos finais de semana, ainda que com picos menores durante as semanas.

Considerando o total de acidentes de trânsito com vítimas (fatais e não fatais) ocorridos no estado de São Paulo, houve redução das ocorrências em 39% no mês de abril de 2020 em comparação com o mesmo mês do ano passado. A capital, respondendo por 15% dos óbitos do estado, apresentou redução de 9% nas fatalidades, sobretudo de pedestres,

Sobre a análise

Para análise dos indicadores criminais durante o período da pandemia, nossa equipe de pesquisa partiu da série histórica dos últimos 16 meses das estatísticas publicadas pela Secretaria da Segurança Pública de São Paulo. E para detalhamento da incidência diária dos crimes no mês de abril de 2020, comparando com o mesmo período do ano anterior, partimos dos microdados dos crimes de Homicídio Doloso e Feminicídio disponíveis no Portal da Transparência da SSP-SP. Para análise da mortalidade no trânsito, partimos da série histórica dos últimos 16 meses das estatísticas publicadas pelo Infosiga-SP (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo).