Arquivo Geral – Entrou mudo…

E saiu calado. Isso mesmo. Meu amigo vereador, sãopaulino, Juninho Previdelli, não estava nada bem, segunda-feira passada, na sessão ordinária da Câmara Municipal. Foi um dos primeiros a chegar, sentou-se, pegou alguns papeis, mas não disse uma palavra sequer. E foi embora, antes mesmo do encerramento da reunião. Depois você me conta o que aconteceu tá garoto?

Colocação de piso na praça

Pelo jeito, agora vai. Ou racha. Quem tiver a oportunidade de passar pela praça “Dr. Horácio Ramalho”, poderá notar que em vários setores daquele espaço público, na parte central de alguns canteiros, já foram colocados pisos. Falta, ainda, muita coisa a fazer, mas devagar se vai ao longe. É preciso, porém, que haja um empenho maior da atual administração municipal, se quiser que a obra seja inaugurada ainda este ano.

Inauguração da nova Prefeitura. Sim ou não?

Percebe-se, uma grande preocupação por parte do prefeito, quanto a uma possível inauguração da nova Prefeitura, ainda este ano, uma vez que 31 de dezembro termina sua administração. Se vai se candidatar à reeleição, ser reeleito, já é um outro problema. Por isso mesmo, a movimentação em torno do empreendimento é um dos fatores que tem sido objeto de observação da população, que diariamente passa defronte o prédio, antes ocupado pela Stéfani Comercial.

Vice, mas com jeito de presidente

Assim que usou seu tempo no tema-livre da sessão da Câmara segunda-feira (ele foi o primeiro a falar), o presidente da Mesa Diretora, vereador Beto Girotto, pediu licença aos companheiros, passando o cargo ao vice, Dr. Denis Machado. Com seu jeito simples, levou a reunião até o seu final, com tranquilidade, dando mostras de que, quem sabe, no futuro, possa ocupar, por dois anos, a cadeira de presidente do Legislativo. Dr. Denis é gente fina e um grande (apesar de baixinho), vereador.

Câmara vazia

Além dos treze vereadores presentes e funcionários do Legislativo, especialmente convocados para o trabalho, a sessão ordinária da Câmara Municipal, segunda-feira, foi realizada sem a presença de público. Os únicos dois representantes da imprensa que compareceram foram do jornal O Defensor. Eu e o diretor do semanário, Gabriel Bagliotti. Além do Niltinho Morselli, claro, assessor de imprensa do Legislativo. Chá, café e água não faltaram, como sempre acontece nas sessões.

Dia das Mães

Diz o ditado popular que Dia das Mães é todo dia. Sem dúvida. Porém, neste segundo domingo do mês de maio, comemora-se a data, uma das mais importantes no calendário nacional. Envio um abraço a todas as mães, e que as famílias possam comemorar esse dia com muito amor e carinho.

*Luiz Eduardo Schneideré jornalista e colaborador de O Defensor