Arquivo Geral – 1º de Maio

Por: Luiz Eduardo Schneider*

O Dia do Trabalho ou do Trabalhador é comemorado em 1º de Maio. A origem do feriado ocorreu em 1886 nos Estados Unidos da América. Nesse dia, milhares de trabalhadores foram às ruas reivindicar melhores condições de trabalho, incluindo a redução para 8 horas (antes eram 13 horas), gerando uma greve que paralisou os parques industriais da cidade de Chicago. Aqui no Brasil, o feriado começou a ser comemorado somente em 1895, porém somente em 26 de setembro de 1924, a data se tornou oficial no país como feriado nacional.

Fatos importantes relacionados ao 1º de maio no Brasil

Em 1º de maio de 1940, o presidente Getúlio Vargas instituiu o salário mínimo. Este deveria suprir as necessidades básicas de uma família (moradia, alimentação, saúde, vestuário, educação e lazer). Em 1º de maio de 1941 foi criada a Justiça do Trabalho, destinada a resolver questões judiciais relacionadas, especificamente, as relações de trabalho e aos direitos dos trabalhadores.

Suspensa a corrida pedestre em Taquaritinga

A Prefeitura, através do seu departamento de esporte, suspendeu todas as atividades esportivas marcadas para este 1º de Maio em Taquaritinga. Dentre elas, a tradicional corrida pedestre, onde muitos atletas participam, comemorando a data. Porém, como medida de precaução em razão do Coronavírus, esses eventos esportivos serão agendados para uma próxima oportunidade. Correto. Nem poderia ser diferente.

Secretário municipal da saúde e a imprensa local

Todas as manhãs, na nova Prefeitura, o secretário municipal de saúde, José Fonseca Neto recebe a imprensa de Taquaritinga para esclarecer sobre a pandemia estabelecida, o Coronavírus. Com explicações corretas e atuais, tornam-se importantes referidos esclarecimentos, oferecendo detalhes que a população gostaria mesmo de saber. Sempre a partir das 7h, nas emissoras de rádio.

Sugestão à Comutran

Seria interessante e oportuno, que a Comutran de Taquaritinga, percorresse as vias públicas da cidade, principalmente avenidas, onde estão instaladas as chamadas “lombadas” e providenciasse a pintura de várias delas. É comum, ver motoristas, sempre apressados, brecar seus veículos, nos referidos “quebra molas”, sujeitos, a qualquer momento, de sofrer algum tipo de acidente ou até mesmo atingir algum pedestre pelo local. Não custa nada dar uma “olhadinha”, não é mesmo, Jether?

Meire nota 10

Quem a conhece sabe, perfeitamente, que é uma moça mais que exemplar. Falamos da Meire Mazzini, que diariamente, através das redes sociais, divulga todos os eventos da cidade e região, através de sua atualizada agenda de informações. Ah, além disso, no Bar do Baianinho, todas as tardes, prepara o delicioso pastel, com atendimento nota 10. Valeu, Meire.

 

* Luiz Eduardo Schneider é jornalista e colaborador de O Defensor