Clikando – Quarentena

Por: Gabriel Bagliotti*

Quarentena

O Governador João Doria decidiu prorrogar por mais 15 dias a quarentena em todos os 645 municípios de São Paulo, até o dia 22 de abril. A decisão foi tomada após reunião com 15 médicos do Centro de Contingência do coronavírus, que apontaram que o contágio já chegou a cem cidades paulistas e mais de 400 hospitais públicos e privados. Projeções apontam que prolongar o distanciamento social pode evitar mais de 160 mil mortes em todo o Estado.

Quarentena (2)

O número de mortes pela COVID-19 entre 17 de março e 5 de abril já é quase igual ao total de óbitos por gripe registrado ao longo de todo o ano passado. Em São Paulo, o distanciamento social está ajudando a minguar a transmissão de casos. As pessoas estão tendo menos contato entre si e, com isso, a taxa de contágio por COVID-19 caiu. Mas, desde o início da semana, quando a quarentena foi renovada, nossa cidade parece uma verdadeira festa! A cada dia, mais e mais pessoas são vistas pelas ruas. Um exemplo claro disto é a Rua Prudente de Morais, principal artéria comercial da Cidade, que a aglomeração de pessoas nas portas de bancos e casas lotéricas só aumenta. Se a prefeitura, juntamente com o Ministério Público e a força policial não tomar nenhuma atitude, logo Taquaritinga estará nos índices do Ministério da Saúde. Vamos ficar em casa pessoal!

Dia do Jornalista

Na última terça-feira, dia 7 de abril, comemorou-se, no Brasil, o Dia do Jornalista, profissional bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo. Aqui quero agradecer todas as mensagens recebidas em comemoração à data. Para os desinformados de plantão, o jornalista tem como dever apurar, informar e ajudar na análise dos mais diversos fatos do nosso dia a dia. O principal motivo da criação do Dia do Jornalista está intimamente ligado a um episódio da História do Brasil. A data foi designada em homenagem ao jornalista e médico Giovanni Battista Líbero Badaró, morto no dia 22 de novembro de 1830.

Dia do Jornalista (2)

O profissional participou de diversas lutas a favor da independência do Brasil. Além disso, Badaró era proprietário do jornal Observador Constitucional e um dos principais motivadores da liberdade de imprensa. Líbero Badaró teve uma morte misteriosa, mas, segundo a história, inimigos políticos atentaram contra a sua vida. O falecimento dele causou descontentamento à população e culminou na abdicação do trono de Dom Pedro I justamente no dia 7 de abril de 1831.Acredito que assim como eu, todos os jornalistas estão ao lado da população. Mas nos últimos anos podem-se observar constantes ataques a profissão. Desde o fim da obrigatoriedade do diploma de jornalista para o exercício da profissão no Brasil, decisão tomada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2009, as coisas ficaram mais difíceis. Os ataques só aumentam a cada dia, e a grande quantidade de Fakenews espalhadas por políticos tem dificultado ainda mais a profissão.

Coelho não é brinquedo

Páscoa chegando e mais uma vez eu gostaria de fazer um grande apelo a todos os papais e mamães que semanalmente acompanham as minhas posições nesta coluna. Coelho não é brinquedo! Pense muito bem antes de dar de presente ao seu filho um animal de estimação. Cinco minutos de alegria podem significar anos de sofrimento para o pobre animalzinho. Falo isso, meus amigos, por experiência própria há quatro anos, eu e minha esposa, optamos em criar um lindo coelhinho como nosso “bichinho de estimação”, nosso pequeno Tom Tom, a alegria de casa. Dados das ONG’s que atuam nesta causa dão conta de que a maioria dos coelhos dado de presente na Páscoa morreram por falta de cuidados ou serão abandonados antes de completar seu primeiro ano de vida. Vale lembrar que coelhos são animais frágeis e que precisam de cuidados veterinários específicos e alimentação adequada. Lembre-se: ao dar uma vida de presente, você é o responsável!

* Gabriel Bagliotti é jornalista e diretor presidente de O Defensor