Coluna Clikando – 20 de março de 2020

Por: Gabriel Bagliotti*

Polêmicas desnecessárias

Seguindo a linha de polêmicas desnecessárias criadas em Taquaritinga, a mais nova delas aconteceu na noite da última segunda-feira, 16 de março, na Câmara Municipal.  Tudo corria razoavelmente bem, até que foi colocado em discussão o projeto de autoria do vereador CidoBolivar que altera o nome do Paço Municipal “José Romanelli” para Cidade Administrativa “Celio Roberto Mársico”.

Polêmicas desnecessárias (2)

De pronto, o vereador Marcos Bonilla se manifestou adverso à mudança. Tendo em vista que segundo o vereador, se procurando no dicionário Paço Municipal e Cidade Administrativa significam a mesma coisa. Do outro lado, o vereador Junior Previdelli, pediu a palavra e passou a discutir com Bonilla, sobre a mudança do nome. Previdelli trouxe à tona o nome do Dr. Matheus Beringnhs Rodrigues, que no passado dava nome ao Pronto Socorro Municipal.

Polêmicas desnecessárias (3)

Foi aí que o circo pegou fogo! Um falatório sem pé nem cabeça, nada produtivo, única e exclusivamente por questões políticas. Outros vereadores aproveitaram e entraram na discussão como o vereador Gilberto Junqueira que também deu a sua opinião sobre o fato. Agora fica a pergunta: será que realmente se faz necessária a mudança de nome no Paço Municipal? E mais, será que nada de mais produtivo poderia ser discutido na Câmara de Taquaritinga?

Na contramão

Enquanto todo o país passa a se isolar dentro de casa para evitar o contato com outras pessoas e desta maneira diminuir a contaminação pelo novo Coronavírus, a Prefeitura de Taquaritinga me marca para este sábado, 21 de março, às 10h a inauguração do CEO – Centro de Especialidades Odontológicas. É claro que a nova unidade se faz necessária e com toda certeza será de grande importância para nossa população, mas será que precisava haver festa de inauguração?

Atenção aos idosos!

Nesses tempos, no qual, medidas nunca antes tomadas estão sendo colocadas em prática devemos ficar muito atento às recomendações dos especialistas. E uma delas que não deve ser deixada de lado é a atenção com a população idosa. Os vovôs e vovós devem ficar sobre cuidado 24h por dia. Eles são o principal grupo de risco desta nova doença e merecem todos os nossos cuidados.

*Gabriel Bagliotti é jornalista e proprietário do O Defensor