FPF paralisa Campeonato Paulista por tempo indeterminado

Em reunião realizada na sede da Federação Paulista de Futebol, na Barra Funda, os representantes dos clubes do Paulistão decidiram paralisar o campeonato para ajudar a conter a propagação do novo coronavírus. A suspensão, que vale também para a Série A-2, é por tempo indeterminado.

Os mandatários de Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos votaram pela parada.  Inicialmente, dirigentes de alguns clubes do interior do estado buscaram alternativas – como antecipar as duas rodadas finais da primeira fase –, mas acabaram convencidos e a decisão foi unânime entre os 16 participantes.

“A Federação Paulista de Futebol vem a público informar o resultado da reunião entre os presidentes de clubes do Paulistão 2020, com a presença do Sindicato de Atletas Profissionais de São Paulo, sobre a pandemia do novo Coronavírus. Os clubes votaram e decidiram em consenso pela paralisação da competição. Dessa maneira, a FPF anuncia que, a partir desta terça-feira, as partidas estão suspensas por prazo indeterminado”, disse a entidade em nota.

A medida vale a partir desta terça-feira (17) porque a entidade resolveu manter para a noite de ontem (segunda-feira), o encontro entre Guarani e Ponte Preta, no Brinco de Ouro, em Campinas, mas sem presença de torcida por determinação da Secretaria de Saúde da cidade. O jogo encerrou a 10ª rodada do estadual, iniciada na última sexta-feira.

Além disso, os quatro grandes também suspenderam os treinamentos.

O Ministério da Saúde também já havia orientado que eventos esportivos de grandes aglomerações só fossem realizados com portões fechados caso não houvesse tempo hábil suficiente para adiá-los ou cancelá-los.

Desta forma, o Campeonato Paulista é interrompido com Santos, Santo André, São Paulo e Bragantino na liderança das suas respectivas chaves. O Palmeiras é o segundo colocado no Grupo B, e, o Corinthians, apenas o terceiro do Grupo D. O Santo André é o líder da classificação geral.