Após assalto a posto de combustível troca de tiros entre PMs e ladrões deixa policial ferido em Taquaritinga (SP)

Na noite de segunda-feira (17), por volta das 22h52, os policiais militares Narducci e Rudinei compareceram ao plantão policial da Delegacia de Polícia, informando que receberam, via CAD, notícia sobre um roubo ocorrido em um posto de combustível, praticado por dois indivíduos, tendo um dos autores escondido a motocicleta utilizada, atrás de um trailer de lanches, localizado na Avenida Adamo Lui, logo após adentrando a mata, seguindo Jardim Martinelli.

Outra guarnição da polícia militar localizou a motocicleta e a equipe da Força Tática, ocupada pelos PMs sargento Fagner, cabos Narducci e Rudinei, dirigiu-se até o referido bairro, sendo que dois deles, sargento Fagner e cabo Rudinei desembaraçaram da viatura e adentraram mata afora, sendo recebidos por disparos de arma de fogo, vindo um dos disparos a atingir a perna direita de um dos policiais, que mesmo ferido, efetuou dois disparos em direção à mata. Após o cabo Narducci ouvir os disparos, foi até o local e, de imediato socorreu o policial, levando-o até a UPA, onde foi constatado pelo médico que o disparo transfixou-se a panturrilha da perna direita, sendo necessário encaminhá-lo até a Santa Casa, permanecendo internado para exame de tomografia.

Em relação à motocicleta Honda/XLR 125, placa CNJ 8358-Ribeirão Preto-, após pesquisa junto a Prodesp, a mesma encontrava-se em situação normal, constando apenas (comunicação de venda), com a numeração da placa alterada com fita isolante e tarjeta tampada com o mesmo material, sem iluminação nenhuma (farol, lanterna e seta). Foi apreendida e encaminhada a um pátio particular.  Os PMs informaram que no local onde o policial foi alvejado, foi encontrado um capacete, apreendido pela Polícia Técnica, que compareceu no local, com o perito Caio.

O proprietário do posto de combustível foi à Delegacia de Polícia, relatando que o estabelecimento foi fechado às 22h, momento em que era 22h01 e dois indivíduos chegaram com a motocicleta acima descrita, sendo que um deles, utilizando capacete e uma mochila nas mãos, adentrou a loja de conveniência e, de posse de uma arma de fogo, anunciou o roubo para a funcionária que estava fechando o caixa e para o frentista que estava na porta. O meliante jogou a mochila para a funcionária, pedindo a ela que colocasse todo o dinheiro dentro da mochila, apontando a arma para o frentista, mandando que deitasse ao chão. Instantes depois, evadiram-se do local pela Avenida Adamo Lui. A moça do caixa não soube precisar o valor subtraído. No local há câmeras de monitoramento. (Veja o vídeo da ação dos elementos)

Avisado, o Delegado do Setor de Investigação local acionou sua equipe até a citada mata e lá, juntamente com policiais militares, visando a localização dos autores, foram obtidas informações junto a populares que a motocicleta poderia pertencer a um elemento morador do Jardim Rosa Bedran.

No endereçado pesquisado, os policiais militares fizeram breve observação do local, em seguida, chamando pelo morador, mas sendo atendidos pela avó do suspeito. Após ser indagada, a mulher disse que o neto se encontrava em casa, e permitiu a entrada dos PMs na residência. No quintal, encontraram a carenagem da motocicleta apreendida, além de fita isolante com a qual fora coberta parte da placa e capacetes.

Questionado sobre a motocicleta apreendida, o elemento respondeu que a mesma lhe pertencia. Foi questionado também sobre sua participação no roubo, respondendo que havia emprestado a motocicleta a dois indivíduos para que eles praticassem o roubo, recebendo, em troca R$ 500,00.

Em princípio, se recusou a revelar quem eram os dois elementos que emprestara a motocicleta, mas, ao ser questionado outras vezes, acabou dizendo que havia emprestado a moto para um morador do Jardim São Sebastião, a fim de que ele e outro desconhecido praticassem o roubo.

Os PMs encontraram ainda um telefone celular pertencente ao suspeito, procedendo sua apreensão. Por fim, todos os policiais militares conduziram o elemento até a Delegacia, onde foi dada a ele, voz de prisão.