Roubo em propriedade rural deixa familiares reféns na residência

Um BO foi registrado na madrugada de sábado (26) pelos policiais militares cabo Odirlei e cabo Carnarolli, relatando que foram solicitados a comparecer em uma propriedade agrícola, situada no km 2 da Rodovia Thyrso Micali, próxima a uma indústria de amendoim.

No local, foram informados por uma das vítimas, que lá residem ela, seu marido, sua irmã e sua mãe, além da família do caseiro, que sempre chega ao sítio por volta das 20h ou 21h, pois também trabalha em outra propriedade da família no distrito de Agulha e que raramente chama pelas proprietárias. No entanto, na data de 25 de outubro, por volta das 19h50 ele chegou ao sítio com o caminhão pertencente às vítimas, chamando uma delas, que foi até à porta para ver o que ele queria. Ao abri-la, viu o caseiro rendido por quatro indivíduos encapuzados e armados com armas de fogo.

Os elementos empurraram o caseiro para dentro do imóvel e renderam duas pessoas que se aproximaram para ver o que estava acontecendo. A mãe das vítimas, ao perceber a movimentação estranha na residência e ver que todos estavam armados, escondeu-se no banheiro.

Em seu depoimento, uma das vítimas disse que os elementos falavam que haviam outros integrantes da quadrilha do lado de fora do imóvel e que a todo momento ficavam perguntando onde estavam as jóias e o dinheiro. Como informaram que não havia nada de valor no imóvel, os indivíduos vasculharam a casa, onde localizaram dentro de um guarda-roupas do quarto da mãe, uma espingarda calibre 12, pertencente ao seu finado pai.

Os elementos permaneceram com as vítimas cerca de uma hora. Ao deixarem o local, levaram bijuterias, televisores, aparelhos celulares, utensílios domésticos, a espingarda e uma caminhonete S10, ano 2019, além de danificarem um computador. As vítimas tiveram as mãos e os pés amarrados com fita adesiva, permanecendo na cozinha do imóvel.

Depois de algum tempo, o caseiro conseguiu se soltar, soltando também as outras vítimas que, em ato contínuo, acionaram a PM e o I.C. da cidade de Jaboticabal, através do perito Grota. A caminhonete foi localizada em uma mata em uma estrada de terra, a 8 quilômetros do distrito de São Lourenço do Turvo, com 3 televisores, uma cafeteira e munições calibre 12 intactas, que, segundo as vítimas não pertenciam à família.

Após contato com a PM de Matão, foi autorizado a remoção da caminhonete para Taquaritinga, após acionar o perito Ricardo, da cidade de Araraquara. O veículo e os objetos foram levados até a Delegacia de Polícia de Taquaritinga onde, depois de apreendidos, foram entregues aos seus proprietários. Através das autoridades policiais de plantão, o caso está sendo investigado.