Elemento provoca clientes em estabelecimento comercial e ofende policiais militares

Um indivíduo, que segundo seu pai, faz tratamento para esquizofrenia, acabou importunando clientes de uma sorveteria, no sábado (19), localizada à Rua Siqueira Campos, os quais se preparavam e eram convidados de um casamento que estava sendo realizado na igreja ao lado da sorveteria.

Os policiais militares, cabo Moreira e cabo Richard, autores do BO, se dirigiram até o local, identificando o indivíduo, sendo que o proprietário da sorveteria informou que o mesmo havia desferido um tapa em um dos clientes, mas que outras pessoas que lá estavam, acabaram interferindo.

Ao sair da sorveteria, o elemento desferiu um chute em outra pessoa, que também agrediu o agressor. Na viatura, o indivíduo, aparentemente calmo, dava sinais que havia ingerido bebida alcoólica. Ao deixar a viatura, e ser encaminhado até a Delegacia de Polícia, o elemento, que não estava algemado, ficou transtornado e agressivo e começou a ofender os policiais militares, sendo necessário fazer uso de algemas para contê-lo.

Logo após, foi encaminhado ao UPA 24h, onde foi elaborado laudo médico e novamente levado até a Delegacia de Polícia. O pai do indiciado foi  acionado para ir até a Delegacia buscar seu filho. Lá, disse aos policiais militares que seu filho faz tratamento médico e que não pode ingerir bebida alcoólica.

Nesse instante, o indivíduo disse que carregava uma carteira contendo R$ 970 em dinheiro, um aparelho celular e a chave de uma motocicleta e que haviam sumido. Os PMs retornaram à sorveteria e o proprietário entregou uma carteira contendo R$ 20, um óculos, aparelho celular e um molho de chaves, os quais foram entregues ao elemento. A apreciação dos fatos chegou ao conhecimento da autoridade policial de plantão para as devidas providências.