Espécie de peixe recém-descoberta ganha nome de ‘Wakanda’

A espécie, de cores vibrantes, esconde-se nas profundezas do oceano Zanzibar (na região de Tanzânia). Pertencente à espécie fairy wrasse, o animal foi batizado de “Wakanda”.

Isso mesmo, uma homenagem ao fictício país africano da Marvel, onde reina o herói Pantera-Negra. Segundos os pesquisadores responsáveis pela descoberta do peixinho, suas escamas arroxeadas lembram figurinos do filme.

O animal não só ganhou um nome que tem referência ao universo do filme, como também ganhou um apelido: “Vibranium”, metal fictício que é uma das razões da prosperidade de Wakanda no filme.

 “Quando pensamos na natureza secreta e isolada desses recifes africanos inexplorados, vimos que tínhamos que nomear essa espécie de Wakanda”, diz Yi-Kai Tea, doutorando na Universidade de Sidney, em ictiologia (ramo da zoologia devotado ao estudo dos peixes.).

Por trás da descoberta estão a Universidade de Sidney e a Hope for Reefs (Esperança para os Recifes, tradução livre) da California Academy os Sciences, uma iniciativa global de pesquisa e conservação das “florestas tropicais do oceano” crucial para enfrentar a crise climática que afeta recifes no mundo todo.

A espécie fairy wrasse, vive entre 60 e 150 metros de profundidade, muito abaixo do nível em que os mergulhadores esportivos podem chegar, mas graças a equipamentos especiais de respiração de grande autonomia, os mergulhadores treinados para mergulhos intensos puderam ir além dos corais, coletando a espécie nova de peixe.

“Os equipamentos costumam pesar mais que nós”, explica Luiz Rocha um dos líderes da Hope for Reefs. “Quando alcançamos esses corais e descobrimos espécies desconhecidas tão espetaculares quanto essa, todo nosso trabalho duro vale à pena”.

“Os corais de águas profundas estão repletos de vida, é importante aprender mais sobre eles para proteger esses ecossistemas únicos,” conclui.

Após coletar os espécimes, o time analisou sua estrutura física e concluiu que ele é diferente de outros fairy wrasses encontrados no Índico e no Pacífico. A descoberta foi publicada no jornal inglês Zookeys.

A Marvel que adorou a homenagem, publicou a descoberta em seu site oficial.