Saúde vocal: saiba quais cuidados tomar para manter a voz saudável

É importante ter bons hábitos, pois a saúde da voz também reflete a saúde física; exercícios vocais diários são fundamentais.

Você sabia que cuidar da saúde vocal é fundamental para todos e não apenas para aqueles que trabalham com ela? É importante manter bons hábitos de saúde vocal, pois a saúde da voz também representa a saúde física. As consequências podem ser desde nódulos nas cordas vocais até edemas e lesões na musculatura.

Cuidar do trato vocal pode ser mais simples do que se imagina. O ideal é que sejam realizados cinco minutos de exercício para aquecer e alongar as cordas vocais antes de começar a usar a voz. Os exercícios são simples e devem ser repetidos pelo menos três vezes por dia. Rotação de cabeça, rotação de língua e vibração da língua com som já são suficientes para manter a saúde vocal.

Outra coisa que não podemos esquecer é da hidratação. A fonoaudióloga Jéssica Toledo explica que o ideal é beber um gole de água em temperatura ambiente a cada 15 minutos de uso da voz. E nada de beber água gelada: quando estamos usando a voz, a temperatura baixa do líquido provoca um trauma nas pregas vocais.

A assistente social Meire Tangerino conta que nunca tinha pensado que era necessário cuidar da voz. “Como falar é algo que fazemos naturalmente, não tinha pensado que alguns hábitos poderiam ser prejudiciais. Agora vou ficar mais atenta e tomar alguns cuidados”, diz.

A fonoaudióloga Isabela de Castro explica que para cuidar da voz é importante evitar gritar, pigarrear ou tossir. Ela ainda alerta para os sinais de que algo está errado. “O principal sintoma é a rouquidão, além de falhas ou perda da voz, cansaço vocal que piora ao fim do dia, e incômodo para falar”, detalha.

O cigarro e a bebida alcoólica também podem ser prejudiciais, porque irritam a mucosa e ainda podem causar outras doenças que não afetam somente a laringe. A professora Rosana Pereira percebeu que algo estava errado quando falava.

“Geralmente minha voz sumia, eu ficava rouca com muita frequência. Como preciso falar muito no trabalho e ainda fumava, minha voz começou a ser afetada. Hoje em dia eu parei com o cigarro e ainda faço exercícios e pausa vocal”, finaliza.

Do Portal do Governo