Sul: Bebê que teve perna amputada por erro médico será indenizado

Governo de Santa Catarina terá que pagar R$ 150 mil após paciente ter tido perna amputada devido à demora no diagnóstico de obstrução arterial. O governo de Santa Catarina foi condenado a indenizar a família de uma criança em R$ 150 mil após ela ter a perna amputada em decorrência de demora no diagnóstico de obstrução arterial. O caso aconteceu no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, em janeiro de 2007, quando o bebê tinha oito meses de idade. A decisão foi tomada por unanimidade pelos desembargadores da 5ª…

Read More