Raríssima, larva brilhante é descoberta por cientistas no interior de SP

Em Iporanga, interior de São Paulo, pesquisadores encontraram o primeiro organismo terrestre com bioluminescência azul da América Latina. A ‘larva iluminada’ foi registrada por biólogos do Instituto de Pesquisas da Biodiversidade–IPBio, na Reserva Betary, coração da Mata Atlântica no Vale do Ribeira. Conforme explicam os pesquisadores, essas larvas (Neoceroplatus betaryiensis) têm menos de 2 centímetros de comprimento e três órgãos que emitem luz, sendo dois deles na cabeça e um na cauda. Isso faz com que elas fiquem iluminadas de azul durante a noite, fenômeno biológico denominado bioluminescência. A bióloga…

Read More