Suzano: Polícia prende suspeito de ter vendido arma a autor de massacre

Ele deve responder por homicídio com dolo eventual por ter presumido o risco de provocar as mortes. A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira (10), o suspeito de ter vendido o revólver calibre 38 e parte das munições usada no massacre da Escola Raul Brasil, em Suzano, no mês passado, que terminou com a morte de oito vítimas e dos dois atiradores. Cristiano Cardias de Souza, o Cabelo, teve a prisão temporária decretada pela Justiça nesta semana. Policiais da delegacia de Suzano, responsável pela investigação do caso, fizeram campana…

Read More