Jogadoras da Argentina vestem uniforme errado, perdem por W.O. e são eliminadas no basquete

As jogadoras da Argentina se esqueceram de um detalhe, no ultimo jogo no Pan. Depois do hino nacional do país, na hora de ir para o jogo contra a Colômbia, pela segunda rodada do basquete feminino, a arbitragem percebeu um detalhe que inviabilizaria o início do duelo. Ambas as seleções estavam com uniforme azul. Na hora de consultar as diretrizes estipuladas, foi constatado que a delegação argentina não deveria estar com aquele uniforme.

Economizando na bagagem, a equipe não havia nem mesmo levado seu uniforme alternativo, branco, para o ginásio.

Na busca de um novo conjunto, o prazo permitido de espera foi estourado, as roupas até chegaram ao ginásio, mas aí a Colômbia disse que não jogaria.

Resultado: ganharam por W.O. (“walkover,” na sigla em inglês). A derrota eliminou a Argentina do torneio.

A desclasificação do time argentino não se deve apenas ao W.O., pois o time já havia perdido na estreia para os Estados Unidos, enquanto a Colômbia venceu das Ilhas Virgens, com dois triunfos, mantiveram a classificação para a semifinal.

O episódio gerou uma crise na confederação. O chefe da delegação, Hernán Amaya, e a diretoria de desenvolvimento do basquete feminino, Karina Rodríguez, pediram demissão de seus cargos. Em suas redes sociais, a confederação argentina (CABB) admitiu o erro. Disse que, quando a decisão da organização foi tomada, o uniforme já estava no ginásio. “Nada justifica o erro, de todo modo”, diz o comunicado.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."