Rede Social: acordo do Facebook com os EUA pode incluir controle de privacidade

Mark Zuckerberg assumiria o cargo de “responsável pela conformidade”, encarregado pela execução das políticas de privacidade da empresa.

O Facebook e a Federal Trade Commission (FTC) estão negociando um possível acordo que exigiria que a empresa criasse um comitê independente de privacidade e adotasse outras medidas para proteger os usuários, informou o site Politico na quarta-feira (01), citando uma fonte.

Os passos incluem nomear um funcionário de privacidade aprovado pelo governo federal no mais alto nível do Facebook e criar um comitê de supervisão de privacidade que pode incluir membros do conselho do Facebook, segundo a matéria.

O possível acordo entre a empresa e a FTC é uma adição aos 3 bilhões de dólares, cerca de R$ 12 bilhões, que o Facebook anunciou que reservaria na semana passada para cobrir acordos com reguladores dos EUA, segundo o Politico.

A FTC tem investigado revelações de que o Facebook compartilhou de forma inadequada informações pertencentes a 87 milhões de usuários com a agora extinta consultoria britânica, Cambridge Analytica. A investigação enfocou se o compartilhamento de dados e outras disputas violaram um acordo de 2011 com a FTC para proteger a privacidade do usuário.

O presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, assumiria o cargo de “responsável pela conformidade”, responsável pela execução das políticas de privacidade da empresa, disse o relatório.

Fonte: Reuters

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."