Lava Jato: Temer liderou máquina de propinas

No pedido de prisão do ex-presidente Michel Temer, a força-tarefa da Lava Jato afirmou que o esquema atribuído ao emedebista ‘se valeu de poder político para transformar os mais diversos braços do Estado brasileiro em uma máquina de arrecadação de propinas’.

Segundo o Ministério Público Federal, ‘por quase 40 anos a parceria criminosa atua de forma estável, perpetuando-se por décados’.

A ação da Polícia Federal cumpriu um total de oito mandados de prisão preventiva e dois de custódia temporária, além de 26 de busca e apreensão.

A operação é decorrente de outra que mirou um esquema de cartel, corrupção ativa e passiva, lavagem de capitais e fraudes à licitação que atuou na construção da usina nuclear de Angra 3.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."