Roubo: residência é invadida e sete pessoas são feitas reféns em Jurupema

A noite desta quarta-feira (13) foi agitada e assustadora na pacata Jurupema. Por volta das 20h15, dois indivíduos armados invadiram uma residência localizada no centro do distrito e renderam as sete pessoas que estavam presentes no local.

Naquele momento, a idosa, proprietária da casa, de 92 anos, acompanhada de seu filho, de 65 anos e de sua cuidadora, recebia na cozinha da residência quatro vendedores que faziam demonstração de colchão magnético, sendo um casal residente na vizinha Monte Alto e outro morador no Jardim Sobral, em Taquaritinga.

As vítimas foram surpreendidas pelos bandidos e amarradas com retalhos de um lençol encontrado no interior da moradia. Apontando as armas para os envolvidos, foi anunciado o assalto e pedido para que todos deitassem no chão. A idosa foi amarrada sentada em uma cadeira.

 

Foram roubados os celulares, as carteiras com diversos documentos pessoais, talonários de cheques, diversos cartões de crédito e poupança, a quantia de R$ 800,00 em dinheiro, um colchonete, uma maquete de colchão magnético, máscaras, luvas, cotoveleiras, ombreiras, cinta abdominal, além de objetos pessoais como tênis, corrente de ouro, bracelete e bolsas. O prejuízo dos produtos foi avaliado em quase R$ 10 mil reais.

Na ocasião, os meliantes levaram também o veículo Toyota/Corolla prata, ano 2017, com placa de Monte Alto (SP), de propriedade de um dos vendedores, que estava estacionado defronte a residência. Os criminosos fugiram do local tomando rumo ignorado.

De acordo com as informações prestadas ao Boletim de Ocorrência (BO), os indivíduos eram de estatura média, vestiam calças jeans, abrigos com touca e lenços no rosto, impossibilitando as vítimas de reconhecer a cor da pele ou dar mais detalhes.

Até o momento não há informações sobre os infratores, mas a polícia trabalha na investigação do caso.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."