Oportunidade: Governo de Minas abre vaga para diretor da Prodemge com salário de R$ 22 mil

Prodemge é a empresa estatal da área de Tecnologia da Informação (TI) do Governo.

Foi aberta nesta terça-feira (12), a vaga para o profissional interessado em chefiar a Companhia de Tecnologia da Informação (Prodemge) de Minas Gerais. O selecionado terá remuneração mensal de R$ 22 mil, além de vale-refeição ou alimentação de R$ 770. A carga horária é de 40 horas semanais.

O processo de seleção faz parte do programa Transforma Minas, criado para recrutar 500 profissionais que vão trabalhar em cargos de chefia, direção e superintendência. Na segunda-feira (11), o Estado já havia divulgado vagas para Subcontrolador de Governo Aberto, Corregedor-Geral, Subsecretário da Receita Estadual e Superintendente de Proteção Social Básica. O salário varia de R$ 6.600 a R$ 19 mil.

Para ocupar o cargo da Prodemge, o candidato deve preencher o cadastro no site Transforma Minas até o dia 22 de abril. O escolhido ficará abaixo do presidente da companhia e será responsável pela gestão de oito superintendências, que têm, juntas, aproximadamente 875 funcionários.

De acordo com o Estado, a estimativa de orçamento da Prodemge é de R$ 330 milhões e o novo diretor técnico será o ordenador das despesas. Segundo o edital, o mandado dos membros da diretoria é de 2 anos, “sendo permitidas, no máximo, 3 reconduções consecutivas”.

Vale dizer que, no total, serão abertas cerca de 300 vagas na administração direta e outras 200 na administração indireta. De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), novas vagas serão lançadas nos próximos dias. Por isso, os interessados devem acessar diariamente o site do programa e acompanhar as vagas.

Qualquer pessoa que preencha os pré-requisitos e as competências exigidas em cada função pode participar do processo de seleção. As exceções ficam por conta de algumas posições, como as Superintendências Regionais de Ensino, que devem ser preenchidas necessariamente por servidores públicos efetivos – ativos ou inativos das carreiras públicas da Educação.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."