Em Araraquara, Palmeiras empata em 0 a 0 com a Ferroviária na estreia de Goulart

Por: Mariana Giovinazzo / Departamento de Comunicação

Depois de uma semana treinamento, o Palmeiras viajou para Araraquara, no interior de São Paulo, para enfrentar a Ferroviária, na Fonte Luminosa, neste domingo (17), em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Paulista. O Verdão foi melhor durante quase todo o jogo, mas não conseguiu converter esta superioridade em gols e o duelo terminou empatado em 0 a 0.

Com o resultado, o time acumula 14 pontos na tabela do torneio e segue na liderança do Grupo B, seguido do Grêmio Novorizontino, com 12 pontos. A campanha palestrina é de quatro vitórias, dois empates e apenas uma derrota.

Além de liderar seu grupo, a equipe de Luiz Felipe Scolari se destaca nas estatísticas defensivas da competição. O Palmeiras ocupa de maneira isolada o posto de defesa menos vazada do Estadual: foram apenas dois gols sofridos em sete rodada. O Alviverde é também um dos clubes com menos derrotas no torneio, ao lado de Santos, Red Bull Brasil, Novorizontino e Oeste, todos com apenas um revés.

Alguns jogadores do elenco alcançaram números expressivos contra a Ferroviária. Próximos da marca dos 100 jogos, Felipe Melo e Bruno Henrique completaram respectivamente 95 e 90 partidas defendendo o Verdão. Jogador mais assíduo ao longo da vitoriosa campanha no Campeonato Brasileiro de 2018, Lucas Lima disputou as sete partidas desta temporada e chegou a 70 jogos pelo clube.

O próximo compromisso do Verdão na competição estadual é o clássico contra o Santos. O alvinegro praiano visita o Allianz Parque no sábado (23), às 19h, em partida válida pela 8ª rodada do Paulista. Depois disso, o Palmeiras volta a campo na quarta-feira (27), às 21h30, para encarar o Ituano, também na arena palestrina.

O jogo contra a Ferroviária marcou a estreia de Ricardo Goulart – Foto Cesar Greco – Ag. Palmeiras – Divulgação

O jogo

Contra a Ferroviária, o técnico Luiz Felipe Scolari continuou a promover rodízio do elenco palmeirense – o treinador não repetiu a escalação em nenhum dos sete primeiros jogos desta temporada. A principal novidade, porém, estava no banco de reservas: o atacante Ricardo Goulart, inscrito no Paulista na última quarta-feira (13), foi relacionado para uma partida pela primeira vez.

Desde o início, o Palmeiras demonstrava ter mais controle da partida do que o adversário. A Ferroviária tinha mais posse de bola, mas isso significava pouco. O Verdão jogava próximo à área de Tadeu e as melhores chances de gol foram todas criadas pelo lado alviverde, enquanto os mandantes raramente passavam do meio de campo.

Logo aos quatro minutos, Lucas Lima lançou Borja pela direita e o atacante mandou uma bomba na direção do gol. O goleiro Tadeu, no entanto, espalmou. Aos oito, foi a vez de Gustavo Gómez ter sua chance de abrir o placar, após cobrança de falta de Dudu. O zagueiro subiu mais alto do que a marcação e cabeceou para o chão. A bola passou raspando a trave. Companheiro de zaga de Gómez, Luan também tentou marcar de cabeça, aos 14, mais uma vez após cobrança de falta, desta vez de Lucas Lima. Tadeu saltou para defender a finalização do defensor palmeirense.

A melhor jogada do primeiro tempo aconteceu aos 39 minutos, quando Dudu roubou a bola pela esquerda e acertou um lindo cruzamento para Carlos Eduardo, sozinho na grande área. O atacante, porém, cabeceou para fora.

Felipão fez sua primeira alteração ainda no intervalo e o Verdão voltou para a segunda etapa com Felipe Pires na vaga de Carlos Eduardo. O camisa 27, no entanto, sofreu falta no começo da segunda etapa e precisou ser substituído. O técnico palmeirense promoveu então a estreia de Ricardo Goulart com o manto alviverde.

O novo camisa 11 logo mostrou a que veio. Aos 17, Goulart recebeu passe de Lucas Lima na entrada da área e tocou com categoria para Borja. O colombiano finalizou rápido, mas Tadeu saiu do gol para fazer grande defesa.

O duelo era mais aberto no segundo tempo. O Palmeiras se jogava ao ataque e continuava criando mais, enquanto a Ferroviária apostava no contra-ataque em velocidade e dava trabalho para Jailson. Aos 23 minutos, Felipão fez sua última substituição e promoveu a entrada de Moisés no lugar de Bruno Henrique no meio de campo.

O ritmo da partida diminuiu nos últimos 30 minutos. Poucas jogadas de ataque foram criadas por ambos os times e o confronto terminou em um empate sem gols.

Escalação: Jailson; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima; Carlos Eduardo (Felipe Pires; Ricardo Goulart), Borja e Dudu.

Fonte: www.palmeiras.com.br

 

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."