Há milhares de anos: Batata doce supera muitas civilizações

Há mais de 10.000 anos, alimento é encontrado em mais de 100 países e já alimentou inúmeras pessoas em todo o mundo.

As batatas doces foram domesticadas desde os tempos pré-históricos, de acordo com cientistas. Registros de cavernas antigas no Peru mostram que as pessoas já cultivam batatas doces desde então. Inicialmente, era nativa da América Central e do Sul, mas os colonizadores europeus a trouxeram para a Europa no século XV.

A partir daí, o cultivo de batata doce explodiu espalhando-se pela África, Índia, sul da Ásia e Indonésia no próximo século. Hoje em dia este tipo de batatas pode ser encontrado durante todo o ano nos mercados de agricultores e supermercados.

A melhor parte de comer uma batata doce é que nenhuma parte da planta é desperdiçada, e cada parte é conhecida por ser benéfica para a saúde humana.

A carne é embalada com beta-caroteno, que o corpo converte em vitamina A para uma visão saudável. Batata doce também tem minerais como potássio, cálcio, ferro, magnésio, zinco e fósforo. Elas também estão cheios de fibra e carboidratos complexos.

O teor de nutrientes depende da cor da sua polpa: os laranja têm as maiores quantidades de beta-caroteno, enquanto a variedade polpa-roxa contém antocianinas – antioxidantes que dão às bagas e outros alimentos sua cor vermelha, azul e púrpura. Em particular, os antioxidantes encontrados nas batatas-doces promovem a saúde do coração, combatem a inflamação e mantêm a infecção bacteriana, diabetes tipo 2 e certos tipos de câncer na baía.

Folhas de batata-doce são excelentes fontes de vitamina B6 que protegem os vasos sanguíneos e artérias e previnem doenças cardiovasculares. Dado que o corpo não pode fabricar vitaminas do complexo B, a sua presença na batata doce é um grande fator para nos manter saudáveis.

De acordo com um estudo recente, comer as folhas roxas de uma batata-doce por duas semanas pode diminuir a quantidade de colesterol ruim no corpo e evitar que a placa grude nas artérias. Além disso, a batata doce é embalada com polifenóis que combatem tumores. Um estudo de seis semanas em camundongos mostrou que a presença de polifenóis no corpo impede o crescimento de células de câncer de próstata.

Até mesmo a pele de batata doce contém antioxidantes que combatem as células do câncer de mama, cólon, ovário e pulmão.

Não é de admirar que o alimento faça parte dos programas de desnutrição infantil nos países em desenvolvimento. Mesmo agora, os agricultores estão estudando maneiras de aumentar ainda mais o conteúdo nutricional desta batata.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."