Quarta edição da Operação Rodovia Mais Segura mobiliza 18 mil policiais

Iniciativa conta com 8.224 viaturas, distribuídas em 3.108 locais de atuação, desde meia-noite desta sexta-feira (8).

Aconteceu neste final de semana a 4ª edição da Operação “Rodovia Mais Segura”, desenvolvida por 18.037 policiais militares, em conjunto com Polícia Rodoviária Federal. Vale destacar que a ação, que combate intensamente o crime, teve início à meia-noite e não tem horário para acabar.

A iniciativa conta com 8.224 viaturas, distribuídas em 3.108 locais de atuação, sendo 286 pontos de bloqueios nas rodovias, entre marginais e acessos às rodovias estaduais e federais de São Paulo. Além disso, dez helicópteros dão suporte à operação, por meio do patrulhamento aéreo.

Fiscalização – Os motoristas e veículos selecionados nas abordagens são fiscalizados por equipes do policiamento ostensivo (BAEP, Força Tática e policiamento territorial). Também participam das atividades os policiamentos de choque e ambiental, além do Comando de Aviação.

Os condutores realizam o teste de bafômetro e à verificação da documentação e das condições dos veículos para trânsito na rodovia pelas equipes do Comando de Policiamento Rodoviário e da Polícia Rodoviária Federal. Nas vias urbanas da capital, a fiscalização é realizada pelo Comando de Policiamento de Trânsito.

A Polícia Militar do Estado de São Paulo atua dia e noite na maximização dos resultados operacionais e na redução dos indicadores criminais, aumentando a percepção de segurança da população e a diminuição de mortes e acidentes nas rodovias paulistas. Em caso de emergência, o cidadão deve acional o policial militar mais próximo ou ligar para o telefone de emergência: 190.

Do Portal do Governo

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."