Balanço: estado arrecada R$ 6,11 bilhões com primeiro ciclo do IPVA 2019

O valor é 5,4% maior que o arrecadado em janeiro de 2018.

A Secretaria da Fazenda e Planejamento fechou balanço parcial do primeiro ciclo de pagamentos do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2019, em janeiro. Até 22/1 foram arrecadados R$ 6,11 bilhões referentes a 8,4 milhões de veículos, cujos proprietários quitaram o tributo à vista, com o benefício de 3% de desconto, ou efetuaram o pagamento da primeira parcela do imposto.

No total, 4,26 milhões veículos tiveram o IPVA pago integralmente, com desconto de 3%, resultando aos cofres públicos R$ 4,47 bilhões. A Fazenda também registrou que proprietários de 4,13 milhões de veículos optaram pelo parcelamento e efetuaram o pagamento da primeira cota do imposto, totalizando R$ 1,64 bilhão.

Esses valores são divididos meio a meio com os municípios paulistas e são recursos importantes para a gestão dos serviços públicos das 645 administrações municipais no início de cada ano. As cidades com maiores arrecadações do imposto até 22/1 foram São Paulo (R$ 2,02 bilhões), Campinas (R$ 233,63 milhões) e São Bernardo do Campo (R$ 139,63 milhões).

O calendário de vencimento do IPVA terá sua sequência a partir de 11 de fevereiro. Os proprietários devem ficar atentos às datas de vencimento do tributo definidas de acordo com o final de placa para o pagamento à vista, sem desconto, ou para o pagamento da segunda parcela do imposto.

Utilize os terminais de autoatendimento, os guichês de caixa, pela internet ou débito agendado, ou outros canais oferecidos pela instituição bancária para fazer o pagamento. O IPVA também pode ser pago em casas lotéricas.

Também já é possível quitar o IPVA 2019 com cartão de crédito nos Postos Fiscais da Secretaria da Fazenda e Planejamento até 28/2.

Fonte: Secretaria da Fazenda e Planejamento

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."