Trabalhador rural é assassinado com quatro tiros em Fazenda

Um trabalhador rural, de 55 anos, foi assassinado com quatro tiros de arma de fogo na tarde de sábado (12), na Fazenda Paraguaçu, zona rural de Taquaritinga (SP). Segundo as informações do boletim de ocorrência, o crime teria acontecido após um desentendimento entre o suposto autor e a vítima, por motivos ainda a serem esclarecidos.

Integrantes da Polícia Militar foram acionados e compareceram no local, onde fizeram contato com testemunhas. As informações passadas relatam que o acusado teria chegado no local na companhia de seu filho, de 15 anos, e de um trabalhador rural, que estava disposto a alugar um imóvel na referida área. No momento em que foi mostrar a residência para o homem, a vítima foi em direção da caminhonete do suspeito, danificando o para-brisa com uma foice. Ao tentar impedir o agressor, o adolescente  pegou uma barra de ferro, mas acabou sendo atingido com um golpe da arma branca.

Para defender o filho, o autor do crime disparou quatro tiros de um revólver calibre 44 contra a vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O jovem foi socorrido pela unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e recebeu os primeiros socorros na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h) da cidade, sendo transferido para a Santa Casa, onde foi submetido a um procedimento cirúrgico. O seu estado de saúde é bom e ele já obteve alta médica.

O corpo do trabalhador rural foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Jaboticabal (SP), e, naquele momento, a Polícia Civil tentava realizar contato com algum familiar para comunicar o fato. A vítima é da cidade de Janauba (MG) e residia sozinha no município.

Até a tarde de domingo (13), o suposto autor dos disparos, natural de Quipapa (PE), ainda não tinha sido localizado.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."