“Isso non ecziste”: Padre Quevedo morre aos 88 anos

Parapsicólogo ficou conhecido por desvendar mistérios e desmascarar charlatões.

Morreu na madrugada desta quarta-feira (9), aos 88 anos, Oscar González Quevedo Bruzan, mais conhecido como Padre Quevedo, por complicações cardíacas.

Padre Quevedo faleceu na Casa Irmão Luciano Brandão, em Belo Horizonte (MG), onde moram jesuítas idosos que passam problemas de saúde. Ele estava no local desde 2012. O enterro, reservado para familiares, acontece nesta quinta-feira (10) no Cemitério Bosque da Esperança.

Natural de Madri e naturalizado brasileiro, veio morar no Brasil, aos 29 anos, depois que seus pais foram mortos por perseguição política na Espanha. Morando em São Paulo, Quevedo cursou a Faculdade Anchieta. No Brasil, o padre atuou como professor de parapsicologia no Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL) e no Centro Latino-Americano de Parapsicologia (CLAP).

Autor de 17 livros, Padre Quevedo é autor de obras importantes como “O que é parapsicologia”, “A Face Oculta da Mente” e “As Forças Físicas da Mente” que chegaram a ser traduzidas para outras idiomas. Seus livros já foram considerados por membros da Society for Psychical Research de Londres e a International Foundation of Parapsychology de Nova York, como a melhor coleção de obras de parapsicologia do mundo.

O padre ficou famoso na década de 1970 quando conseguiu desmascarar o ilusionista Uri Geller, que afirmava ter o poder de entortar talheres apenas com os poderes da mente.

A fama transformou o padre Quevedo em um caçador de mitos conhecido no Brasil todo. Anos após o caso com Uri Geller, o parapsicólogo ganhou um quadro do programa semanal “Fantástico”, onde tinha como missão desmascarar falsos curandeiros e médiuns, além de explicar fenômenos que eram considerados sobrenaturais.

O quadro “O Caçador de Enigmas” entrou no ar no programa de televisão em 2000 e ficou famoso com o bordão “Isso non ecziste”. A atração era apresentada por Cid Moreira. Padre Quevedo também teve participação em programas como “Programa do Ratinho”, “Superpop” e “Domingo Legal”.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."