Realidade: 23% dos jovens no Brasil são ociosos

Segundo pesquisa, porcentagem significativa nem trabalha nem estuda.

Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) aponta que 23% dos jovens brasileiros não trabalham e nem estudam. Deste índice, a maioria são mulheres e de baixa renda. O número apresenta um dos maiores percentuais de jovens nessa situação entre nove países da América Latina e Caribe.

Enquanto isso, 49% se dedicam exclusivamente ao estudo ou capacitação, 13% só trabalham e 15% trabalham e estudam ao mesmo tempo.

As razões para esse cenário, de acordo com o estudo, são problemas com habilidades cognitivas e socioemocionais, falta de políticas públicas, obrigações familiares com parentes e filhos, entre outros.

No mesmo grupo está o México, com 25% de jovens que não estudam nem trabalham, e El Salvador, com 24%. No outro extremo está o Chile, onde apenas 14% dos jovens pesquisados estão nessa situação. A média para a região é de 21% dos jovens, o equivalente a 20 milhões de pessoas, que não estudam nem trabalham.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."