Violência nas escolas pública assustam pais de alunos em Taquaritinga (SP)

Casos de agressões são frequentes e deixam os genitores preocupados com seus filhos.

Mais um caso de agressão entre alunos de uma escola técnica foi registrado na Delegacia de Polícia Civil, no início da madrugada de quinta-feira (13). Desta vez, o episódio ocorreu em um prédio estudantil localizado no Jardim Contendas, no período noturno.

Segundo as informações do boletim de ocorrência, um rapaz de 21 anos, aluno da instituição, relatou que foi agredido por outro jovem, que lhe desferiu dois socos em sua face. Em seguida, ele se dirigiu a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), onde passou por atendimento médico, sendo medicado e posteriormente, liberado.

Infelizmente, este tipo de fato já se tornou rotineiro nas escolas da Cidade. No último mês de Agosto, um adolescente de 13 anos compareceu até o plantão policial, acompanhado de seu genitor, relatando que é aluno da mesma escola pública, e que teria sofrido um desmaio após ser agredido por outro aluno, da mesma idade que a vítima.

Saiba mais:  Artigo: Eleições: época de ilusões

Alguns alunos levaram o jovem para a casa, e ao chegar na sua residência, foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), onde foi medicado e precisou permanecer em observação por cerca de quatro horas. Após os procedimentos, ele foi liberado.

A função educativa deve ser um trabalho feito principalmente pelos pais, em conjunto com os professores, que atuam no ambiente escolar. Não se pode atribuir essa importante responsabilidade a somente uma das partes, pois a violência continuará a existir e se intensificará cada vez mais na população jovem.


Neguinho

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."