Campanha de Vacinação contra Pólio e Sarampo termina nesta sexta-feira

A orientação aos pais é que a única maneira de reduzir a possibilidade de retorno da pólio e a chamada reemergência do sarampo é vacinando.

Nesta sexta-feira (14/9), encerra-se a Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo.

Prorrogada pelo Ministério Público por não ter atingido a meta esperada, que era a de imunizar 95% do público alvo, a vacinação é de extrema importância para as crianças entre 1 e 5 anos incompletos.

A vacina contra o sarampo utilizada na campanha é a tríplice viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba. No caso da poliomielite (paralisia infantil), crianças que nunca tomaram nenhuma dose na vida receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Já as menores de cinco anos que já tomaram pelo menos uma dose da vacina, receberão apenas a gotinha (Vacina Oral Poliomielite).

Todas as crianças na faixa etária estabelecida serão imunizadas, independentemente de sua situação vacinal, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Com 1.100 casos confirmados de sarampo no Brasil, a doença, já caracterizada como um surto, só poderá ser erradicada através das vacinas.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."