MBL prepara ofensiva contra o Facebook

Na quarta-feira (25), o Facebook anunciou a remoção da rede social de 196 páginas e 87 perfis de cunho político, principalmente ligados à direita.

Várias das páginas afetadas eram relacionadas ao Movimento Brasil Livre (MBL).

Após a ação, o grupo lançou uma campanha contra a medida em diversas redes sociais – incluindo o próprio Facebook e o WhatsApp, que também pertence à empresa americana.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."