Artigo: Mulheres: sua importância ultrapassa o mês de março

Por: Délio Pereira Lopes*

Todos conhecem o ditado de William Shakespeare “to be or not to be that is the question” (ser ou não ser eis a questão) e isso nos impõe outras questões derivadas, como por exemplo, quem são esses seres iluminados a quem chamamos de mulher.

Para os poetas como Luis Vaz de Camões elas são almas “gentis” ou mesmo “deusas” da mitologia pagã, as quais eles aprenderam a venerar.  Os cientistas nos relatam que as mulheres são o ponto mais alto na escala da evolução humana. Já para os estudiosos do folclore, mulheres são guerreiras que habitam as florestas, mas pela atitude de algumas, percebemos que elas estão em todos os lugares.

Para John Lennon é muito difícil expressar o real valor de uma mulher. Numa definição mais poética “as mulheres deixam as ruas desertas quando atravessam e nem olham pra trás”, como nos segreda Caetano Veloso.

Mas para muitos as mulheres são seres de difícil definição, oscilando feito um pêndulo de relógio: ora meigas ora fortes; ora disciplinadoras ora emotivas. Parece às vezes que mulheres são pedras preciosas que se lapidadas com o necessário carinho nos revelam seu verdadeiro brilho interior.

Em situações adversas as mulheres podem tornar-se verdadeiras leoas; se preciso caçam; enfrentam qualquer inimigo; nunca desistem; resgatando forças que já aparentemente não tinham.

Saiba mais:  Suíça vence a Sérvia e embola grupo do Brasil

Mulheres são dotadas de uma fonte inesgotável de paciência, só superada, é claro, por sua inteligência múltipla e capacidade de organização diante de caos.

Mulheres são atemporais, ou seja, transbordam o mês de março na sua importância e com facilidade ultrapassam todos os limites da sensibilidade humana.

Compreender o verdadeiro sentido de quem é a mulher na sociedade é um exercício de mera constatação, sim, de certo que de algum modo elas são estrelas, sendo imitadas por aquelas lá em cima, entretanto com uma grande diferença: mulheres se alimentam de dignidade, sabedoria e principalmente de amor, que é a matéria-prima que moldura o caminho que leva a felicidade.

Feliz Dia da Mulher!

*Délio Pereira Lopes, Formado em Letras, Pedagogia e Direito, Professor da Rede Estadual e Municipal de São Paulo e membro do Lions Club de São Caetano do Sul.