Prefeitura fixa valor do Auxílio Transporte

Comissão vai apurar denúncias e irregularidades.

O prefeito municipal assinou, na terça-feira (27), o decreto que concedeu bolsa auxílio transporte para os alunos de níveis universitário e técnico, que residem em Taquaritinga e estudam em instituições de ensino em outros municípios, e também para os alunos que residem em Guariroba, Jurupema e Vila Negri e que estudam em Taquaritinga.

Serão contemplados os estudantes matriculados em cursos de nível universitário ou técnico, que viajem para estabelecimentos de ensino devidamente de Araraquara, Jaboticabal, Matão, Monte Alto e Catanduva, para cursos cujos períodos letivos sejam anuais.

Para os alunos de Araraquara, o valor é de R$ 170,00; para os matriculados em Matão, o valor é de R$ 130,00; para os que viajam a Jaboticabal, R$ 100,00; para Monte Alto, o valor é de R$ 90,00 e para os matriculados em estabelecimentos de Catanduva, o valor é de R$ 170,00.

Os estudantes residentes nos distritos de Guariroba e Vila Negri, o valor é de R$ 80,00; para os residentes em Jurupema, o valor é de R$ 60,00.

Os interessados deverão apresentar declaração da instituição na qual está matriculado, que conste a duração, em meses, do curso que frequenta, o número de dias, por semana, em que aulas são ministradas, para que os estudantes recebam proporcionalmente, o valor do benefício.

Saiba mais:  Suíça vence a Sérvia e embola grupo do Brasil

O valor do auxílio transporte deverá ser pago a partir do dia vinte de cada mês, depositado em conta corrente, indicada pelo beneficiário, na Caixa Econômica Federal (CEF).

Para continuar a receber o auxílio, o aluno terá que apresentar boletim que comprove que está frequentando o curso, do dia 1º ao dia 10 de cada mês. O estudante que for reprovado, em qualquer etapa do curso, ou deixar de frequentá-lo por mais de 60 dias letivos, perderá o benefício.

A Comissão Municipal para Concessão de Bolsa Auxílio Transporte será composta por Antônio Roberto Sábio (presidente), Félix Pereira Marques Júnior (secretário), Thiago Rodrigo Duarte, Cíntia Martinelli e Paulo Eduardo Pedrassoli. A comissão deverá analisar os pedidos e terá poderes para apurar denúncias e irregularidades e a função dos membros não é remunerada.