Veículos em Taquaritinga crescem mais 60% em 10 anos

Números explicam fatores como aumento dos acidentes e poucas vagas para estacionamento.

Os números de veículos em Taquaritinga cresceu mais de 60% nos últimos 10 anos. De acordo com os dados divulgados pelo DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) de 2007 a 2017, 15.692 novos automóveis chegaram à cidade. Os números mais expressivos detalham o aumento de carros e de motocicletas e motonetas. Em 2007, a cidade possuía 13.783 carros, mais em 2017 o número passou a ser 22.419 – um aumento de 62%. Já as motocicletas e motonetas cresceram em 95%, quase que dobrando os números de 2007, que eram 4.062, sendo nos dias atuais, 7.923. O DETRAN informa que dos 15.692 novos veículos, 12.497 são motos, motonetas e carros.

O aumento de veículos na Cidade foi bastante significativo, e as vias do Município, em sua grande maioria, ainda não foram protegidas para o aumento da frota dos últimos 10 anos, fato que pode ser observado principalmente nos horários de picos de Taquaritinga, das 7h às 8h e das 17h30 às 19h. Horário estes, que são intensos devidos a circulação dos trabalhadores, que entram e saem de suas respectivas empresas.

Com o número grande de veículos, outro fator bastante debatido são os lugares escassos para estacionamento, na parte central. Embora um novo projeto de área azul esteja sendo estudado, ainda não se tem data para a sua implantação. Com isso, tanto os comerciantes como consumidores, tem sofrido para encontrar vagas pelo Centro da Cidade.

O trânsito seguro é uma obrigação de todos e um objetivo que está em pauta do Governo do Estado e do Município. Segundo pesquisas do Infosiga, 94% dos acidentes são provocados por falha humana, como dirigir em alta velocidade, não respeitar a sinalização e utilizar o telefone enquanto conduz o veículo, entre outras imprudências.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião de O Defensor. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Defensor poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."