Taquaritinga espera 150 mil foliões nas cinco noites de Carnaval

Por conta da crise financeira, da redução de gastos por parte da Municipalidade e das cidades vizinhas que este ano (ao contrário do que aconteceu no ano passado) realizarão seu Carnaval de rua, Taquaritinga continuará líder no carnaval paulista, com seu trio elétrico Batatão ao ar livre no quadrilátero central da Cidade, mas não espera tanto turistas em 2018 como nos anos anteriores, quando a média chegou a 35 mil pessoas por noite.

Mesmo assim, o secretário de Cultura e Turismo do Município, Thiago Duarte, espera muita vibração neste ano, denominado de Carnaval da Prevenção (numa resposta a dengue, febre amarela e doenças sexuais). O trio elétrico não contará mais com Edivir Dellapina – que já foi considerado o sucessor do saudoso Guilherme Mantese – e nem mesmo com a Banda Matrix, que executava as tradicionais marchinhas de Carnaval antes do início do som mecânico do Batatão.

O recado já estava dado ao secretário Thiago pelo prefeito Vanderlei: não era para gastar muito. Com isso, o foco do Carnaval 2018 em Taquaritinga mudou: a Cultura vai investir este ano nos corsos carnavalescos (domingo, 11, e terça-feira 13), beneficiando blocos e escolas de samba. Os desfiles, que pretendem agradar gregos e troianos, começarão impreterivelmente às 20 horas pela Rua Prudente de Morais que, de principal artéria comercial se transformará em passarela do samba. O outrora chamado Caminhão da Alegria não ficará mais defronte o Banco Itaú, na Rua Campos Sales e sim encostado nas escadarias da antiga Nossa Caixa, na Marechal Deodoro. De acordo com o prefeito Vanderlei, o Carnaval não pode separar ricos dos pobres, como já “estava acontecendo”. Ele entende que a folia “tem que ser para todos”. De todo modo, o Carnaval deve injetar um bom dinheiro na economia do Município, principalmente na procura por locação de imóveis em Taquaritinga.

Saiba mais:  Prefeitura define calendário de recapeamentos

O mesmo cenário se repete na rede hoteleiro. A Cidade tem uma tradição de Carnaval de marchinha. É um Município muito seguro (pelo menos 50 policiais por noite farão ronda, declara capitão Ricardo Costacurta Filho) e isso atrai o pessoal para participar do Carnaval com a família.

Festa alternativa – As tradicionais repúblicas em Taquaritinga estão preparadas a partir desta sexta-feira (9) para receber os foliões que passarão os cinco dias de festa na Cidade. Conhecida pelo trio elétrico Batatão (que pretende-se a partir de 2019 chamar CarnaTaquá), a folia em Taquaritinga deve reunir cerca de 150 mil pessoas. Algumas repúblicas organizam eventos paralelos ao trio elétrico Batatão. Exemplo são as repúblicas DNA (Dia e Noite Alcoolizados) e Power Guido e FPK que promoverão festas durante os cinco dias de folia. De acordo com a Polícia Militar (PM), todavia, haverá mais severidade com repúblicas este ano.


Os preparativos para a festa que tem início nesta sexta-feira, 9 de fevereiro. Foto: Gabriel Bagliotti / O Defensor