20 maneiras de deixar sua casa segura para crianças

Uma casa com crianças precisa passar por uma série de adaptações para tornar-se mais segura, evitando acidentes e riscos aos pequenos que gostam de explorar os cômodos que, por sua vez, podem ser bastante perigosos.

Segundo pesquisas, mais de 70% dos acidentes envolvendo crianças ocorrem onde menos se espera: em casa.

Dentro desta estatística, queimadura, quedas, asfixia e intoxicações são consideradas as principais causas de morte entre crianças de 0 a 14 anos, dentro de casa.

Por isso, é preciso redobrar as atenções e reforçar a segurança de móveis e espaços que podem se tornar verdadeiras armas e ocasionar acidentes graves diante da menor distração dos pais ou responsáveis.

Além disso, é imprescindível que a criança tenha, constantemente, a supervisão de um adulto, já que ainda não possui discernimento para entender que uma simples brincadeira, fruto de sua constante curiosidade, pode ser perigosa.

Saiba como deixar sua casa segura para crianças

1 – Revista quinas de móveis como mesas, prateleiras e estantes

Crianças costumam correr pela casa e não tem muito senso de direção, principalmente as menores, que estão aprendendo a andar e costumam ter a mesma altura de móveis como mesas e estantes.

Por isso, para deixar a casa mais segura para as crianças, coloque protetores de borracha em quinas de todos os móveis que não possuam cantos arredondados.

2 – Para deixar a casa mais segura para crianças, cubra as tomadas de todos os cômodos

Crianças são fascinadas por tomadas e tendem a colocar os dedinhos nelas, o que pode ocasionar choques elétricos perigosos.

A saída, neste caso, é colocar capinhas protetoras em todas as tomadas da casa, até mesmo nas mais altas.

Atente-se também para substituir fios desencapados.

3 – Deixe todos os remédios e produtos de limpeza fora do alcance das crianças

Para evitar que seu filho confunda remédios com doces ou produtos de limpeza e inseticidas com sucos ou refrigerantes, deixe todos os produtos químicos bem longe do alcance deles, de preferência nos armários mais altos da casa.

4 – Coloque grades de segurança em portões, escadas e portas

Para evitar quedas, principalmente em escadas, e deixar a casa mais segura para as crianças, instale grades de segurança em todos os portões e portas que deem para o quintal ou para cômodos com escadas.

Assim, seu filho fica mais seguro e você menos preocupada.

5 – Pregue móveis grandes na parede ou chão

Um dos maiores causadores de acidentes domésticos são armários, mesas e estantes.

Isso porque as crianças costumam escalar os móveis para pegar objetos, o que pode ocasionar a queda do móvel e da criança, causando acidentes graves.

Por isso, o mais indicado é que todos os móveis sejam presos no chão, na parede ou em outras superfícies, no caso de tampos de mesas.

Realocar os móveis para que os mais baixos não sirvam como apoio para subir nos mais altos, além de retirar as cortinas das janelas também são recursos para reforçar a segurança.

6 – Cubra baldes, banheiras, piscinas e vasos sanitários

Casas com piscinas, para serem mais seguras para as crianças, devem permanecer cobertas com lona e terem cerca.

O mesmo vale para banheiras, tanques, pias, baldes com água. Já o vaso sanitário deve ter um lacre instalado, para evitar afogamentos.

No caso de baldes e banheirinha, mantenha-os, preferencialmente, vazios e de cabeça para baixo.

Se a criança estiver usando a banheira, em hipótese alguma, deixe-a sozinha.

7 – Deixe equipamentos eletrônicos fora do alcance das crianças

Ferros de passar, liquidificadores, ventiladores, circuladores de ar, chapinhas e outros eletroeletrônicos devem ficar a uma altura que as crianças não alcancem.

O fogão e o forno de micro-ondas devem permanecer desligados quando não estiverem sendo usados e com travas de segurança durante todo o dia.

8 – Deixe as panelas com o cabo para dentro do fogão

Ao avistar uma panela em cima do fogão, a primeira atitude que a criança costuma tomar é puxar o cabo, o que pode provocar queimaduras graves.

Por isso, quando estiver cozinhando, deixe os cabos das panelas voltados para dentro do fogão e nunca para fora.

9 – Talheres ao alcance das crianças devem ser somente colheres

Garfos e facas são armas brancas e podem causar acidentes domésticos gravíssimos.

Saiba mais:  Aposta de Curitiba leva prêmio de R$ 104 milhões da Mega-Sena

Por isso, mantenha as gavetas da cozinha trancadas ou deixe garfos, facas e outros objetos pontiagudos ou perfurantes bem longe dos olhos e das mãos dos pequenos.

O mesmo vale para louças de vidro e espelhos.

Fechar anúncio

10 – Use aparadores nas portas

Para evitar que a criança prenda os dedos nas portas da casa ou em portas e gavetas de moveis, instale aparadores em cada uma delas.

No caso das portas mantenha-as trancadas a chave ou com cadeado, seja dos quartos do banheiro ou da cozinha, incluindo a geladeira.

11 – Cuidado com o piso molhado

Como já dissemos, crianças adoram correr pela casa.

Por isso, pisos molhados, principalmente no banheiro, podem ser um risco.

Atente para que o piso esteja sempre seco e livre-se dos tapetes.

Colocar meias antiderrapantes nas crianças também ajuda.

12 – Coloque tela de proteção em portas e janelas

Um grande risco de casas e apartamentos para crianças está nas portas e janelas.

Ao tentar observar o lado externo da casa ou pegar algum objeto, a criança pode escorregar e cair.

Para evitar acidentes e deixar a casa mais segura para as crianças, instale tela de proteção em todas as portas e janelas e não deixe bancos ou cadeiras por perto.

Se for possível a instalação de grades de ferro, melhor ainda.

13 – Brinquedos e objetos pequenos ficam de fora

Faça uma limpeza na caixa de brinquedos das crianças para deixar sua casa mais segura para elas.

Como as crianças costumam levar à boca tudo o que encontram pela frente, os brinquedos com peças pequenas ou objetos como isqueiros e fósforos, podem ser muito perigosos e provocar engasgamentos ou outros acidentes.

Esconda-os ou se livre de tudo.

14 – Cuidados com sacolas plásticas

Ao voltar para casa com suas compras, não se esqueça de guardar as sacolas em locais seguros, para que as crianças não façam delas um brinquedo e acabem sendo sufocadas.

15 – Troque a toalha da mesa por jogos americanos

Assim como no caso das panelas, as crianças também podem puxar a toalha da mesa de jantar, por curiosidade, causando a queda de alimentos quentes e objetos pesados como panelas ou vasos.

Por isso, substitua as toalhas grandes por jogos americanos.

16 – Avalie a origem das plantas que possui em casa

Ao brincar no jardim ou dentro de casa, as crianças podem ingerir as plantas, o que pode ser muito perigoso.

Por isso, certifique-se de que as mesmas não sejam venenosas.

17 – Cuidados no berço

O berço é onde as crianças pequenas passam a maior parte do seu tempo e, por essa razão, merecem uma atenção especial no quesito segurança.

Evite deixar brinquedos e pelúcias no berço quando você não estiver por perto.

O mesmo vale para cobertas e travesseiros.

Outro quesito importante são as grades.

A distância entre uma barra e outra deve ser de, no máximo, 5 centímetros e, quanto mais velha a criança, menor deve ser a altura do colchão e das grades em relação ao chão, para evitar quedas.

18 – Deixe a garagem trancada

Seja por conta do carro, ou por causa de ferramentas e objetos, a garagem é um local que deve ser proibido para as crianças.

Deixe-a sempre trancada e não esqueça as chaves do carro por perto.

19 – Cerque aparelhos de ginástica

Esteiras, bicicletas ergométricas e outros aparelhos de ginástica devem ser isolados com cercas, como as usadas em piscinas.

20 – Mantenha a vigilância

Mesmo com todos os cuidados é impossível prever o que a criança está imaginando para suas aventuras diárias.

Por isso, é fundamental que haja sempre um adulto por perto supervisionando.

Nunca deixe a criança sozinha pois, só assim, você terá tempo de reagir com maior rapidez caso algo aconteça e poderá antever melhor possíveis acidentes.

*Com informações r7