Setembro, o mês Azul.

Um dos principais desafios do mundo contemporâneo é viver em um ambiente de diversidade.

Por: Débora Fernandez Antonon Silvestre

Ao longo da minha vida acadêmica, particularmente quando me decidi pela área da Educação Especial, não imaginava o quão grande seriam estes desafios. Por acaso, após me tornar profissional na área, me tornei mãe e mãe de uma criança especial.

Já relatei em outra edição um pouquinho da história do Vinícius que nasceu com surdez. Hoje, ele faz parte de um grupo que usa o Implante Coclear e trabalhamos para o desenvolvimento da sua audição e sua comunicação.

Mas, quando falamos em surdos o que nos vem de imediato a memória é o uso da Libras, a Língua Brasileira de Sinais, reconhecida como a segunda língua oficialmente brasileira através da Lei 10.436 de 24 de Abril de 2002.

O mês de Setembro é um mês especial, repleto de datas significativas que refletem a história e conquistas da comunidade surda. Algumas datas se destacam este mês:

– De 6 a 11 de Setembro: lembrança do Congresso de Milão (1880), no qual foi proibido o uso da Língua de Sinais na educação;

– Dia 26 de Setembro: Dia Nacional do Surdo, data em que foi fundada a 1º escola de surdos no Brasil, o atual Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) no rio de Janeiro;

Saiba mais:  Jornal O Defensor já está nos pontos de distribuição

– Dia 30 de Setembro: Dia Internacional do Surdo e Dia do Profissional Tradutor.

O porquê da cor Azul?

A cor azul representa dois momentos históricos. O primeiro ocorreu no período da Segunda Guerra Mundial, em que os nazistas identificavam as pessoas com deficiência através de uma faixa de cor azul fixada no braço. O segundo, é representado pelo momento atual, em que o azul simboliza a opressão enfrentada pelos surdos, mostra o orgulho de ser surdo e de fazer parte de uma história.

Durante este mês, a comunidade surda de Taquaritinga, planeja promover iniciativas de divulgação e conscientização da importância de respeitar a pessoa surda. Haverá uma palestra na Câmara Municipal de Taquaritinga, no dia 29/09, às 19h 30min, com o Prof. Leandro Gregório.

A palestra será aberta ao público gratuitamente. Contamos com a presença de toda a população. Unidos somos mais fortes!

Débora Fernandez Antonon Silvestre

Profª da Educação Especial e Vice-presidente

do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência

de Taquaritinga – COMUDEF